Verdades Sobre a Mentira

“O mundo deseja ser enganado” (Sebastian Brant, 1457-1521, poeta e humanista alemão).

“A mente é sempre enganada pelo coração.” “A melhor maneira de ser enganado é se achar mais esperto que os demais.” “O amor-próprio é o maior de todos os lisonjeadores.” (François, Duc de la Rochefoucauld, 1613-1680, epigramatista e moralista francês).

“A pessoa mais fácil de você enganar é você mesmo” (Edward Bulwer-Lytton, 1803-1873, romancista e político inglês).

“O pecado possui muitas ferramentas, mas a mentira é o cabo que se encaixa em todas” (Oliver Wendell Holmes, 1841-1935, juiz associado da Suprema Corte dos Estados Unidos, de 1902 a 1932).

“... uma mentira que é meia-verdade é a mais negra das mentiras, pois uma mentira que é totalmente mentira pode ser identificada e confrontada diretamente, mas uma mentira que tem uma parte da verdade é muito mais difícil de ser combatida” (Alfred Lord Tennyson, 1809-1865, poeta inglês, uma das maiores figuras da Era Vitoriana).

“Não existe mentira pior que uma verdade mal compreendida por aqueles que a ouviram” (William James,1842-1910, filósofo e psicólogo norte-americano).

“Os homens ocasionalmente tropeçam sobre a verdade, mas a maioria se levanta e sai correndo, como se nada houvesse acontecido” (Sir Winston Churchill, 1874-1965, político inglês e Primeiro Ministro da Inglaterra de 1940 a 1945, e de 1951 a 1955).

“Acredite naqueles que estão buscando a verdade. Desconfie daqueles que a acharam” (André Gide, 1869-1951, crítico e romancista francês).

“Uma mentira não teria sentido algum se a verdade não fosse percebida como perigosa” (Alfred Adler, 1870-1937, psicólogo austríaco).

“As pessoas nunca mentem tanto como depois de uma caçada, durante uma guerra ou antes de uma eleição” (Otto von Bismarck, 1815-1898, unificador e consolidador da Alemanha).

“É mais fácil as grandes massas do povo se tornarem vítimas de uma grande mentira do que de uma mentira pequena” (Adolf Hitler, 1889-1945, ditador da Alemanha).

“Por meio de uma mentira, o homem anula sua dignidade como homem” (Immanuel Kant, 1724-1804, filósofo alemão).

“O maior inimigo da verdade, muitas vezes, não é a mentira, deliberada, tramada e desonesta, mas o mito, persistente, persuasivo e fantasioso” (John F. Kennedy, 1917-1963, presidente dos Estados Unidos de 1961 a1963).

“Não é porque a verdade é difícil de ser percebida que cometemos erros... Cometemos erros porque o caminho mais fácil e confortável para nós é procurar percepção no lugar onde ela se harmoniza com nossas emoções – especialmente as emoções egoístas” (Aleksander Solzhenitsyn, autor e pensador russo).

“Hipocrisia em qualquer coisa que seja pode enganar a pessoa mais esperta e apercebida, mas a criança menos atenta consegue reconhecê-la e se revoltar com ela, por mais engenhoso que seja seu disfarce” (Leon Tolstoy, 1828-1910, autor russo).

“Contamos mentiras quando estamos com medo... medo do que não sabemos, medo do que os outros vão pensar, medo do que será descoberto a nosso respeito. Mas cada vez que mentimos, aquilo que tememos se torna mais forte” (Tad Williams, autor norte-americano).

“Doutrina é o que se diz na terra sobre a verdade eterna” (Watchman Nee, Uma Mesa no Deserto).

“A verdade persuade pelo ensino, mas não ensina pela persuasão” (Quinto S. Tertuliano, 160-230, pai cartaginês da igreja).


“Persiga a verdade como um louco e você se libertará, mesmo que não chegue a tocar nas suas vestes” (Clarence Darrow, 1857-1938, advogado de defesa norte-americano).

“A verdade que liberta os homens é, na maior parte, a verdade que preferem não ouvir” (Herbert Agar, 1897-1980, escritor e editor inglês, Prêmio Pulitzer de História).


“A repetição não transforma uma mentira em verdade” (Franklin D. Roosevelt, 1882-1945, presidente norte-americano, em discurso no rádio, em 26 de outubro de 1939).


“A contínua repetição de uma mentira não a torna verdadeira, mas consegue convencer muitos que é verdade, especialmente quando se consegue abafar quase todos os esforços de expô-la como mentira” (Shapley R. Hunter, político norte-americano).

“Uma mentira pode dar meia-volta ao mundo enquanto a verdade está calçando os sapatos” (Mark Twain, 1835-1910, humorista e autor norte-americano).

“Por mais escassa que seja a verdade, a oferta sempre excedeu a demanda” (Josh Billings, 1818-1885, humorista norte-americano).

“Engolimos avidamente qualquer mentira que nos lisonjeia, mas bebericamos lentamente uma verdade que achamos amarga” (Denis Diderot, 1713-1784, escritor e filósofo francês).

“Mentimos mais alto quando mentimos a nós mesmos” (Eric Hoffer, 1902-1983, autor norte-americano).

“Quem possui poder absoluto não só pode profetizar e fazer suas profecias se realizarem, mas pode também mentir e fazer suas mentiras acontecerem” (Eric Hoffer, 1902-1983, autor norte-americano).

Este artigo foi publicado originalmente em julho de 1978, numa revista periódica da Inglaterra chamada Fulness (que não circula mais).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não serão aceitos ataques ou ofensas a pessoas ou grupos!