Existem Apóstolos hoje?

Esta questão sobre os apóstolos na bíblia remete a um tema polêmico, pois não são poucos os candidatos que se prontificam para assumir tal responsabilidade, e muitas as igrejas que buscam os que dizem ter tal comissionamento supostamente dado pelo próprio Deus.

Segundo o irmão Bruce Anstey ‘Não Existem Apóstolos Hoje Para Apontar Anciãos e Diáconos. O valor completo de uma pessoa ser apontada para um ofício, reside na validade do poder que fez o apontamento. E a Escritura não confere poder para apontar exceto aquele de um apóstolo ou um enviado, que teve de um apóstolo, a comissão para aquele propósito! Mas onde está tal delegação hoje que pode produzir evidência adequada de se ter uma comissão apostólica para o trabalho de apontamento? A Palavra de Deus em nenhum lugar sugere a continuidade do poder de ordenação. Por isso a igreja hoje não tem poder para apontar anciãos/supervisores /guias para seus ofícios, ou diáconos para seus ofícios, simplesmente porque não temos um apóstolo ou um delegado por um apóstolo para fazê-lo. Percebemos que isso é contrário à crença de alguns cristãos, que pensam que existe apóstolo na terra hoje. A Bíblia, no entanto, indica diferente. Ela diz que a igreja é "edificada sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, sendo o próprio Cristo Jesus a principal pedra da esquina; no qual todo o edifício bem ajustado cresce para templo santo no Senhor, no qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus no Espírito" (Ef 2:22). Nesta passagem da Escritura, a formação da igreja é comparada com a construção de uma casa. Ela começa com a colocação da pedra principal a Pedra de esquina (Cristo); então a fundação é posta (os apóstolos e profetas); e finalmente, o edifício se levanta ao qual todo verdadeiro crente é juntado; até que todo o edifício esteja completo na vinda do Senhor. Isso mostra que o lugar que os apóstolos e profetas ocupam na igreja é o de fundação. Eles foram diretamente usados pelo Senhor para estabelecer a igreja no princípio.
As epístolas que eles escreveram estabelecem a ordem e funcionamento da igreja: neles a fundação do cristianismo foi assentada. O Senhor não dá mais apóstolos para a igreja porque Ele não está mais construindo a fundação. Ela já foi posta! Na verdade, o edifício está quase completo. Estamos esperando pelas últimas pessoas a serem salvas, para que as poucas últimas pedras (vivas) possam ser colocadas no lugar na construção. O ministério dos apóstolos e profetas ainda permanece com a igreja em suas palavras inspiradas, mas nós não os temos mais pessoalmente na terra (Ef 4:11-13). Três Qualificações Para o Apostolado Porque podem existir alguns que pensam haver apóstolos na terra hoje, listamos a seguir três coisas que qualificam uma pessoa para o apostolado. Estas coisas mostram que isso não pode ser assim.
1) Eles precisariam ter visto o Senhor pessoalmente (1 Co 9:1, 2 Co 12:2).
2) Eles precisariam ser escolhidos e enviados diretamente pelo Senhor (Lc 6:13, Jo 6:70, At 9:15, 22:21).
3) Eles precisariam ser uma testemunha da Sua ressurreição (At 1:22,
1 Co 15:8, 15).
Essas coisas nos mostram que não poderia haver nenhum apóstolo na terra hoje. A Bíblia nos diz, no entanto, que haveria impostores colocando a si mesmo como apóstolos. Por isso, qualquer pessoa que reivindica o apostolado hoje esta se pondo naquela categoria (Ap 2:2, 2 Co 11:13-15, 2 Tm 3:13).
W.Kelly disse, "Está claro que não temos nem apóstolos vivos na terra, nem representantes, como Tito, encarregado por um apóstolo para fazer um quase trabalho apostólico. A conseqüência é, que hoje, se sujeito à Palavra de Deus, você não pode, e não deve, procurar por anciãos em sua forma oficial precisa. Se algum homem alegar que pode fazer isto, pode ser bom ouvir seus motivos na Escritura. O que tem sido apresentado em meu julgamento, é amplamente suficiente para desaprova-lo. Você não pode ter pessoas formalmente e devidamente apontadas para este ofício, a menos que você tenha um poder formalmente e devidamente autorizado pelo Senhor para os apontar. Mas você não tem esta indispensável necessidade de poder para autenticar anciãos: este é seu ponto fatalmente fraco. Você nem tem apóstolos nem funcionários 45 comissionados pelos apóstolos para atuarem em seu lugar: e, portanto, todo o sistema de apontamento sucumbiu por precisar de autoridade competente". "Isso Significa Que Você Não Crê Que Existem Anciãos?" Alguns podem perguntar, "Isso significa que você não crê que existem anciãos?" Embora não tenhamos nenhum apóstolo para apontar anciãos hoje, não devemos pensar que o trabalho de supervisão não prossegue. Se assim fosse Deus teria deixado a assembléia local sem liderança quando Ele tirou os apóstolos de cena. O Espírito Santo ainda levanta homens para conduzirem este trabalho (At 20:28). Em um ajuntamento de cristãos reunidos de acordo com a Escritura, haverá normalmente entre eles, homens que conduzirão este trabalho. Eles serão conhecidos pelo trabalho que fazem, e devem ser reconhecidos como tais, muito embora não tenham sido oficialmente apontados para aquele ofício. Devemos "reconhece-los" (1 Ts 5:12, 1 Co 16:15), "estima-los" (1 Ts 5:13), "honrá-los" (1 Tm 5:17), "lembrar" deles (Hb 13:7), "imitar" sua fé (Hb 13:7), "obedece-los" (Hb 13:17), e "saúda-los" (Hb13:24). Mas em nenhum lugar da Escritura é dito à igreja para ordena-los, simplesmente porque a igreja não tem poder para faze-lo. O Espírito de Deus plenamente previu o tempo em que os apóstolos não estariam na terra para apontar os anciãos, e nos deu alguns princípios guias para que pudéssemos conhecer aqueles que Ele levantou para conduzirem este trabalho na assembléia local. Houve pelo menos duas assembléias a quem Paulo escreveu para as quais não havia ordenado anciãos. Todavia, ao escrever a eles destacou um princípio que punha a parte certas pessoas para aquele trabalho nestas assembléias, e este nos dá uma valorosa direção hoje quando não temos apontamento oficial de anciãos. Escrevendo aos Coríntios, disse a eles que reconhecessem aqueles da casa de Estéfanas, e outros que como ele "se dedicaram ao ministério dos santos". Disse que eles deveriam ser reconhecidos como líderes, e que se submetessem a eles (1 Co 16:15-18). Escrevendo aos Tessalonicenses; Paulo disse a eles que reconhecessem aqueles que trabalhavam entre eles para o bem da assembléia. Disse que eles deveriam ser conhecidos pelo seu trabalho no meio do rebanho. Conseqüentemente, a assembléia os tinha "em grande estima e amor, por causa da sua obra" (1 Ts 5:12-13). W.Kelly disse, "E então? Não existe ninguém apropriado para ser ancião ou bispo, se não existem apóstolos para os escolher? Graças a Deus, existem não poucos! Dificilmente você pode analisar uma assembléia dos Seus filhos sem ouvir sobre alguns homens idosos sérios que vão atrás dos desviados, que advertem os rebeldes, que confortam os que estão caídos, que aconselham, admoestam, e guiam as almas. Não são estes os homens que poderiam ser anciãos, se houvesse um poder existente para os apontar? E qual é o dever de um homem cristão já que as coisas agora estão no usar aquilo que resta? Não digo que os chamem de anciãos, mas certamente que os estimem grandemente por causa do seu trabalho, e os reconheçam como aqueles que são sobre o resto dos seus irmãos no Senhor"’.
Depois desta singela explanação do irmão Bruce Anstey, podemos explorar ainda mais um pouco sobre este assunto. Na Bíblia existem questões que não possuem uma hermenêutica (interpretação) que pode ser uniformizada para a igreja no seu aspecto universal. São pontos em que a bíblia não é clara, e quando não é clara, é omissa. A polêmica nestes tópicos é devido a ampla e diversificadas inferências possíveis na interpretação, resultando em exegeses (aplicações) específicas que lidam com os assuntos como se estivessem claros nas Escrituras. Tratar certos assuntos como se fossem claros é no mínimo temerário!, podendo resultar em infindáveis discussões sem proveito, exatamente devido a anfibologia (dubiedade) existente nestes nestes tópicos. São nestes pontos que a hermenêutica individual pode ser livre, sem incorrer no problema de ser considerado anti-bíblico.
Em exemplo patente destes tópicos intrigantes nas Escrituras é o que está relacionado a existência ou não de apóstolos nos nossos dia atuais, pois DE FATO a bíblia não é clara quanto a este item. Contudo, existem aqueles que acreditam existir apóstolos e os que não concebem tal existência. Estes últimos, grosso modo, entendem o apostolado como uma posição hierárquica na Obra do Ministério, e que esta posição só era possível nos primórdios da igreja, pois o livro de Apocalípse revela que O Fundamento da Nova Jerusalém são 12. Neste sentido, Paulo está excluído do apostolado!, pois Paulo não possui todos os itens que qualificam uma pessoa para ser apóstolo, conforme apresentado neste artigo por Bruce Anstey. Deve-se considerar também que a bíblia se refere a expressão “apóstolo por vocação” (ou “chamado para ser apóstolo”) se encontra no início das mais importantes cartas. “Paulo, servo de Jesus Cristo, chamado para ser apóstolo e separado para o evangelho de Deus...” (Rm 1:1) ; “Paulo, chamado pela vontade de Deus para se apóstolo de Jesus Cristo ...” (1Cor 1:1) . Em outras cartas relevantes, ele se apresenta como apóstolo “pela vontade de Deus”, “Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus...” (2 Cor 1:1); “Paulo, apóstolo não da parte de homens, nem por meio de um homem algum, mas Jesus Cristo, e por Deus Pai, que o ressuscitou dos mortos...” (Gl 1:1) ; “Paulo, apóstolo de Jesus Cristo pela vontade de Deus...” (Ef 1:1); “Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus...” (Cl 1:1) . Das duas expressões, “chamado a ser apóstolo” e “apóstolo pela vontade”, pode-se inferir que Paulo desempenhava apenas no aspecto funcional a atividade de apóstolo, uma vez que não foi estabelecido de maneira explícita e direta pelo próprio Senhor Jesus como no caso dos 12. Separado para sua missão desde o ventre materno (Gl 1:15), seu apostolado neste sentidos seria somente por chamamento!. Paulo precisou inclusive em certas ocasiões defender (2Co 10; 11; 12:11-18) a sua missão como enviado (apóstolo), algo que não é observado nos 12 apóstolos estabelecidos pelo próprio Senhor Jesus!.
Inegavelmente Paulo possuía um ministério translocal (que transitava por mais de uma localidade aperfeiçoando os irmãos conforme EF 4:11-12), na prática desempenhando as funções de apóstolo. Por isso, apesar de toda a dubiedade existente no tópico apresentado, concebo Paulo como um apóstolo!. Até porque o Senhor Jesus elogiava os irmãos da igreja em Éfeso (Ap 2:2) por à Prova (testavam) os que se declaravam apóstolos e não eram e os acharam mentirosos!. Isto indica que existia abertura de se receber outros apóstolos além dos 12 conhecidos como testemunhas oculares do Senhor Jesus. Este excerto da escrituras permite também que seja inferido que é responsabilidade da igreja definir quem é apóstolo e quem não é!, não existindo ,portanto, uma lista de apóstolos credenciados em um Matriz Ministerial/Centro Ministerial para divulgar a lista de apóstolos válidos para as igrejas!. Até mesmo Paulo alertou os Coríntios sobre os supostos apóstolos que os estavam atormentando, mas em nenhum momento disse que não deveriam recebê-los, mas tão somente equipou-os com as ferramentas para testá-los (2Co 10; 11; 12:11-18).

Kleydson Feio
Referência Bibliográfica:
A Bíblia
www.scribd.com/ doc/9440353/ A-ORDEM-DE- DEUS-Bruce- Anstey - 368k –

4 comentários:

  1. eu digo q há sim...o caminho de deus é como uma dracma perdida (...)um ouro escondido(...) se vcs não procurarem jmais vão encontrar... há sim os (Servos) q são a continuação dos apostolos de Jesus Cristo...um caminho na terra onde os mesmo ensinamentos de cristo são pregados. sem templo,servindo por amor...onde os servo dão suas vidas por amor... são solteiros...largam pai mãe irmãos irmãs tudo pelo amor do evangelho. eu sei porque eu nasci nele onde meus pais e meus avós são...é um povo humilde onde tem em toda a face da terra... como diz as escrituras (sem beleza alguma...) reunimos em casa de familia... aos domingos de manhã... não pegamos dizimos. etc... como cristo nos ensinou... wilerfelipe@hotmail.com ( me escrevam para mais informações serei gratos pela compreensão) obrigado...

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o texto acima...
    Segundo a Biblia é impossivel existir apostolo nos dias de hoje, pois creio que não há ninguém que tenha andado com Jesus..
    Portanto as pessoas querem roubar a Glória que é de Deus..Para que serve o título de Apostolo se não para ter Glória e reconhecimento humano.
    Logo logo haverá semi deus dentro das Igrejas atuais...
    Prefiro ser chamado de servo do Senhor
    aquele que Reina e VIVE para todo sempre..
    Deus abençoe e ilumine com entendimento e humildade a todos que a si própio se intitulam apostolos..
    SENHOR tua graça me basta !!!!

    ResponderExcluir
  3. Concordo com o texto:

    Hoje o pessoal quer diminuir o Ministério que foi colocado por paulo por intermédio de JESUS CRISTO diminuindo os diáconos, presbíteros e até pastores os colando em grau menor, referente ao que foi citado de semi deus é verdade hoje já titulos de reverendo entre outros absurdos assim como apostolos

    Eduardo Ribeiro Mancio

    ResponderExcluir
  4. sim , existe os pregadores itinerantes ( pela fé deixam tudo ) que seriam a continuação de tito , timoteo , tiquiko, trifena , trifosa, etc... é aquele ministerio e esta ai por 2000 anos.
    os que buscam realmente a esposa do cordeiro
    hoje , encontraram em qualquer lugar no mundo,mas por favor não busque nas massas , nem no mundo religioso.procure ler e orar em seu quartinho , Deus ira mostrar.

    ResponderExcluir

Não serão aceitos ataques ou ofensas a pessoas ou grupos!