O Pirarucu e a Ceia

Estou em Brasília a serviço e Deus me deu oportunidade de conhecer muitos santos, especialmente aqueles que estão caminhando nas casas.
Tendo sido maravilhoso! É impressionante ver que o Espírito Santo tem falado aos irmãos a mesma coisas que tem falado para nós, o que me leva a concluir que o Espírito está falando às igrejas, de forma simples, aberta e orgânica.
Encontrei nessa peregrinação na Capital Federal a família do Carlos do site www.igrejanoslares.com.br.
Temos sido edificados em pequenas reuniões e o Senhor tem falado muito forte aos nossos corações. Realmente nossa família da fé é muito grande e abençoada.
A Andréia, esposa do Marcos, preparou um peixe maravilhoso, um pirarucu [peixe típico da região amazônica, também conhecido com o bacalhau brasileiro]. Como sou natural de Belém, fiquei maravilhado, não só pelo peixe, mas pelo amor dos irmãos. Eu, que há pouco tempo conhecia os irmãos daqui, me senti como se fizesse parte da família há anos (ou seriam séculos?). Tivemos uma doce comunhão onde pude beber da fé simples e verdadeira dos meus irmãos do Planalto Central.
Quando se está distante de casa, poder ter tal comunhão abençoada é um refrigério para minha alma e ajuda a diminuir a saudade da minha família na carne.
Hoje fizemos um almoço em família. O irmão do meu cunhado preparou uma lula acompanhada com pirão e salada. Meu sobrinho e seus amigos também estavam aqui. Todos também da família de Deus. Foi muito legal. Rimos bastante e compartilhamos nossas experiências com Cristo e outras coisinhas mais.
Depois, de noite, após desfrutar de Gálatas cap. 1 e 3, o Senhor nos direcionou para partir o pão. Foi tão maravilhoso...cada um, antes de tomar o pão e o cálice, fez uma oração de agredecimento que partiu do fundo da nossa alma. Foi um momento indescritível. Depois cantamos e nos abençoamos mutualmente. A presença de Deus estava tão real...[sei que alguns podem me criticar dizendo que a presença de Deus é constante].
São esses pequenos momentos que me alegram tanto e me incentivam a caminhar pela fé em direção à manifestação do Reino de Deus e não olhar tanto para mim mesmo, mas para Cristo, o autor e consumador da nossa fé.

3 comentários:

  1. Oi Adelson!!Li a essa sua atual postagem...e fico alegre em saber que tu tens tido boas experiências com nossos amados irmãos aí em Brasília!Agora vou acompanhar mais de perto o teiu blog,e sempre que puder virei aqui para postar algo...sobre o que li!Fique na paz e que o Senhor possa te dar muitas experiências e convivências com os irmaõs aí no DF.

    ResponderExcluir
  2. Olá Adelson. Gostaria de obter mais informações sobre a comunhão com os irmãos em Brasília. Morei aí durante nove anos e ainda tenha uma irmã em Brasília.

    ResponderExcluir
  3. Oi Adelson! Realmente foi muito bom o tempo que tivemos com você! Aprendemos muito sobre simplicidade, sobre sempre olhar pra Jesus, sobre agradar a Deus em família e com nossa família. Que o Senhor abençoe seu retorno pra casa, pois a Jaque e as meninas devem estar morrendo de saudades. Um grande abraço. Quezia

    ResponderExcluir

Não serão aceitos ataques ou ofensas a pessoas ou grupos!